A direção da Escola também foi ouvida e o acusado já foi intimado

A Polícia Civil confirmou, nesta quinta-feira, 12, que as três estudantes que acusam um professor de assédio sexual na Escola Estadual Maria Ivone Santos de Oliveira, no Tabuleiro do Martins, já prestaram depoimento. A direção da escola também foi ouvida e o acusado deve depor no início da semana que vem.

“A previsão era que ele fosse ouvido esta semana, mas devido ao atraso dos demais depoimentos vai ficar para segunda ou terça da próxima. Nós precisamos ouvir as vítimas e demais envolvidos antes de ouvirmos o acusado, mas o ofício já foi encaminhado”, esclareceu o chefe de operações da Delegacia dos Crimes contra Crianças e Adolescentes, responsável pelo caso, Alan Barbosa.

O conteúdo dos depoimentos não foi divulgado por tratar-se de um processo que envolve menores de idade.

O caso – O episódio ocorreu no início deste mês e está sendo investigado pela Delegacia dos Crimes contra Crianças e Adolescentes. Na ocasião, alunos da escola se solidarizaram com as meninas e realizaram manifestação na Escola. 

As meninas têm entre 14 e 15 anos e revelaram ao Alagoas 24horas que o professor já tinha a prática de elogiar demasiadamente as alunas da turma e tocá-las de forma indevida. No dia 4 de maio, o homem chegou a tocar partes íntimas das meninas.

“Ele colocou a mão na minha cintura me colocando para dentro da sala e em seguida desceu a mão até as minhas nádegas. Com outra menina da minha turma, ele colocou a mão no ombro dela e em seguida desceu até os seios. Ele tem a prática de tocar e elogiar as meninas da turma”, contou uma das vítimas.

Segundo a Secretaria e Educação, o educador está afastado de suas funções desde que o caso veio à público.

Fonte: AL24HS