Na manhã deste sábado, dia 23, um rato foi encontrado, por servidores da penitenciária, em cima de pães, que foram enviados ao Sistema Prisional do Estado. A denúncia do descaso foi realizada pelo vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen), Klayton Anderson.

O vice-presidente do sindicato, conta que os pães que são servidos para os presos são os mesmos que são disponibilizados para os servidores.

“No presídio é que se retira a quantidade de um e de outro. Os pães são feitos na noite anterior e dorme na padaria, somente pela manhã é que é feita a distribuição para os presídios”, justifica.

Segundo Klayton, inúmeros casos de imundices e nojeiras já foram relatados. Ele ainda aponta que a situação é insustentável e que o servidor não pode comer da alimentação que cedida pelo Estado.

“Reiteradas vezes mostramos imundices e nojeiras como a dessa vez, onde um rato morto amanheceu entre os pães e que foram entregues agora pela manhã deste sábado aos servidores de um presídio da capital”, esclarece o vice-presidente do Sindicato.

Anderson reitera que espera que o Estado possa cumprir o acordo que foi realizado no inicio do ano. “Que se inicie o pagamento do auxílio alimentação para que o próprio servidor compre sua alimentação”, disse ele.

“Não admitiremos mais ser tratados como lixo. Pois trabalhamos com excelência e entregamos ao governo o melhor sistema penitenciário do país, mesmo diante de tantas dificuldades como exemplo o baixo efetivo”, declarou Klayton Anderson.

Conforme o sindicato, a entrega dos pães foram suspensas e os presos irão comer bolachas.  

 

 

cadaminuto