Evento de dois dias reuniu mais de 16 mil pessoas na Praça Multieventos, na Pajuçara

Neste fim de semana, a Praça Multieventos, na Pajuçara, foi palco do primeiro “Festival da Cultura Nerd” gratuito do Nordeste, que reuniu todo o público do universo geek da cidade, e também de vários outros municípios Brasil afora. Com quatro arenas voltadas para os fãs de games, de jogos de RPG, k-pop e mais dez segmentos da cultura nerd, os dois dias de evento, que duraram sete horas por dia, reuniram mais de 16 mil pessoas, segundo estimativa da Guarda Municipal de Maceió.

A Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) conversou durante o sábado (30) e o domingo (31) com participantes do festival, como o Jhonatan Gabriel, de 14 anos, que veio de São Miguel dos Campos para participar do evento.

“Jogo RPG desde que eu tenho seis anos na modalidade medieval, onde a gente cria uma história de fantasia, um mundo místico cheio de criaturas. Nunca tinha participado de um evento gratuito desse jeito para jogar algo que me dedico muito a fazer no meu dia a dia, ainda mais no meu estado. Espero que o festival nerd seja colocado no calendário oficial de eventos de Maceió, pois está tudo incrível”, conta o jovem.

Uma das representantes dos grupos de k-pop de Maceió, Ranya Saynara Vieira da Cruz, de 17 anos, destacou a importância de se criar um círculo social através de seu segmento cultural.

“Sempre gostei de dançar, e o k-pop abriu portas para uma nova experiência. É um hobbie para me distrair da vida de estudos e trabalho, além de me ajudar no meu ciclo social e de amigos. Conheci muita gente, inclusive profissionais na dança, e isso só aumenta minha sensação de pertencimento”, relata da dançarina.

Os veteranos também enalteceram o evento proporcionado pela FMAC, como foi o caso do produtor de conteúdo Tiago Diogo.

“A gente gosta muito de trabalhar com o público jovem, eles são empolgados com o que fazem. Nos últimos quatro meses, nosso canal teve 82 mil visualizações, isso mostra a força do nosso segmento. Não encontro muitas dificuldades de trabalhar com mídia nerd em Maceió, mas espero que esse evento fortaleça ainda mais esse setor e abra as portas para mais ações como essa”, fala o produtor.

O artista visual Catraca. Foto: Ascom FMAC
Fã da cultura nerd vestida de Beetlejuice. Foto: Ascom FMAC

O artista visual Catraca, também um veterano nos eventos nerd da cidade, fala da importância do Festival. Para ele, é ótimo poder mostrar um pouco do que é produzido no estado em um segmento cultural ainda recente. Sua expectativa é que toda a potência do universo de cultura geek/nerd seja vista, trazendo mais eventos e novas iniciativas para fortalecer esse trabalho.

“Alguns dos artistas que estavam presentes possuem prêmios e até trabalhos publicados em outros países, mas isso escapa dos olhos do público alagoano. Portanto, ter uma vitrine de expressividade como essa não é bom somente pela fato do retorno financeiro das vendas, mas também a oportunidade de mostrar o que o artista alagoano está produzindo, seja na história em quadrinho, na pop-art, na criação de conceito, na animação ou em outros meios. O Beco dos artistas é a alma de qualquer evento nerd, aqui as ideias ganham um rosto”, analisa o artista.

Kaike Meira Peixoto treina para campeonato de swordplay. Foto: Ascom FMAC

Outro segmento cultural que teve seu valor contemplado com o festival foi o dos swordsplays. Kaike Meira Peixoto, de 28 anos, explica que a modalidade é uma simulação de combates medievais com armas acolchoadas. “Já participei de eventos maiores, mas todos pagos. É a primeira vez que participo de um evento assim feito por uma Prefeitura. Fui surpreendido com o que vi, está muito melhor do que eu imaginava” comenta Kaike.

“Sempre tivemos os nossos eventos independentes de nerds para nerds, mas com essa abertura e apoio da Prefeitura, conseguimos mostrar nossa essência para os maceioenses. O festival foi um sucesso e caiu na graça de todos os apaixonados por arte e cultura” afirmou Jefferson Diniz, presidente da Associação Alagoana da Cultura Nerd (AACN), organizadora do evento.

Jefferson Diniz e a presidente da FMAC, Mirian Monte

“O nosso trabalho é abraçar todas as culturas, e o universo geek é uma realidade, é hoje um ambiente que transborda cultura no qual os jovens conseguem se sentir representados, e com um evento como esse, a Prefeitura mostra para esse público que eles tem voz e vez nesta gestão”, enfatiza Mirian Monte, presidente da FMAC.

No site da FMAC ou no Instagram é possível conferir mais informações sobre o festival e suas atrações.

Ascom FMAC