Depois de ter um vídeo íntimo vazado nas redes sociais, o bispo Tomé Ferreira da Silva renunciou ao cargo na Diocese de São José do Rio Preto, São Paulo. De acordo com o G1, o pedido foi aceito pelo Papa Francisco.

Ele também foi divulgado, nesta quarta-feira (18), pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Desde então, ele não falou sobre o caso.

Nas imagens, que viralizaram na última sexta-feira (13), é possível ver o religioso seminu e acariciando o órgão sexual durante uma videochamada. Em 2018, ele chegou a ser investigado por uma suposta omissão em casos de abusos.

Agora, com a saída dele, o arcebispo de Ribeirão Preto, Moacir Silva, foi nomeado para o cargo. “A Nunciatura Apostólica informa que o Santo Padre aceitou hoje o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese de São José do Rio Preto, apresentada por S. Excia. D. Tomé Ferreira da Silva, nomeando, ao mesmo tempo, como Administrador Apostólico, o Exmo. Sr. D. Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto”, afirmou o comunicado da CNBB.

istoe