O governador Renan Filho (MDB) decidiu prorrogar por mais 14 dias as atuais medidas de distanciamento social no estado, mantendo, assim, todo o estado na chamada fase vermelha. A novidade é que Centro e Shoppings fecham na Sexta-feira Santa, assim como as praias, que ficam com circulação proibida. As medidas serão reavaliadas na segunda-feira, dia 05 de abril, o que poderá trazer mudanças no distanciamento social.

“Todo o decreto será mantido. Vamos revê-lo e observar os novos números depois da Semana Santa. A Sexta-feira da Paixão será incluída para o fechamento de praias. A sexta terá o mesmo tratamento dos finais de semana. Essa é a única diferença em relação ao decreto anterior”, disse o governador na coletiva desta terça-feira, 30.

“Abril será o mês que o Brasil vai enfrentar a pandemia de maneira dura, mas que vai começar a perceber os efeitos da vacinação num percentual maior de pessoas. Vamos manter o Estado na fase vermelha, mas preparados para discutir o decreto pós Semana Santa. Peço aos cidadãos que não se aglomerem. Não quero passar ideia que vamos passar feriadão, ao contrário, a ideia é levar nossa vida com responsabilidade no Domingo de Páscoa, usando máscara, mantendo distanciamento social”, acrescentou Renan Filho.

As medidas atuais, que valem desde o dia 19, como fechamento do comércio nos finais de semana e o toque de recolher, ainda não conseguiram baixar significativamente os números da doença em Alagoas. Nos últimos três dias, o boletim epidemiológico da Sesau registrou 22 mortes e um total de 150 mil casos do novo coronavírus. 

Ayres: ‘hora de dar sua parcela de contribuição’

O secretário Alexandre Ayres também chamou a atenção para a colaboração da população. “Pandemia não é novidade para ninguém. O governo tem feito sua parte, temos trabalhado de domingo a domingo. Quem insiste em aglomerar ou não usar máscara, chegou o momento de você dar a sua parcela de contribuição”.

Vacina Sputnik V

No final da coletiva, o governador informou que finalizaria ainda hoje contrato para aquisição de mais uma vacina, a Sputnik V, fabricada na Rússia. 

“O estado vai comprar vacinas e logo depois dessa transmissão, vou para um despacho com o secretário Alexandre Ayres, onde vamos finalizar a assinatura de contrato com Sputnik e aguardar a entrega deles ao estado de Alagoas e aos estados do Nordeste, que adquiriram cada um individualmente. Quero aproveitar para agradecer à ALE, que por ampla maioria, senão unanimidade, autorizou o estado a fazer aquisição de vacinas que é a principal arma no combate à Covid”, disse. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia suspendido os prazos de análises do pedido de uso emergencial da vacina russa, mas hoje no final da tarde concedeu um certificado de  boas práticas de fabricação  para a Inovat Indústria Farmacêutica/União Química responsável pela vacina Sputnik no Brasil, com isso o processo para liberação de uso emergencial foi retomado.  A certificação também foi  concedido para a Janssen-Cilag (a empresa farmacêutica da Johnson & Johnson).  Trata-se de uma documentação essencial. Para entender, esse certificado de boas práticas serve, basicamente, para garantir que as empresas cumpram com as  práticas necessárias para assegurar a qualidade, eficácia e segurança dos medicamentos.

“Ontem o Butantan entregou 6 milhões de doses ao MS, que estamos na expectativa de receber as novas doses no máximo nesta madrugada. Para que a gente assim que as receba, distribua aos municípios e comece vacinação das pessoas com idade entre 63 e 65 anos. Já seguindo na direção de chegar até o final do público alvo inicial principal, que são as pessoas com mais de 60 anos”.

TNH1