Onze condutores suspeitos de praticar manobras perigosas no trânsito foram detidos pela Polícia Militar nesse domingo, 21. Um dos casos aconteceu na AL-105, por trás do Aeroporto Zumbi dos Palmares, no município de Rio Largo, na Grande Maceió, quando apenas um de oito pessoas estava com a CNH no momento da abordagem. Os outros três condutores foram flagrados em Girau do Ponciano, Agreste do Estado.

De acordo com informações da polícia, equipes do 8º Batalhão da PM (8º BPM) e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) se dividiram em trechos da AL-105 e conseguiram surpreender o grupo de infratores que costumava se reunir no fim da tarde. O local é conhecido por receber rachas de veículos descaracterizados aos domingos.

A polícia informou também que o serviço de inteligência da corporação já investigava a prática de rachas na região e conseguiu montar o cerco para deter o grupo.

As motos foram removidas para o pátio do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), no Tabuleiro do Martins. O infrator habilitado teve a CNH também encaminhada ao DER para o processo de suspensão da mesma.

Todos os oito condutores foram notificados conforme o Artigo 175 do Código de Trânsito Brasileiro, beseado na utilização de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus. A infração é considerada gravíssima e a penalidade é de multa (dez vezes), suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo.

Três motociclistas flagrados no Agreste

Também nesse domingo, três motociclistas sem capacete foram flagrados em direção perigosa na AL-115, no município de Girau do Ponciano. O trio exibia manobras arriscadas, consideradas perigosas por dirigir o veículo deitado com os braços abertos. 

As guarnições do Tático Rodoviário acompanharam a situação e os agentes abordaram os condutores quilômetros à frente. Eles estavam inabilitados e tiveram as motos recolhidas. 

Os motociclistas foram levados para a delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). 

 TNH1