sábado, 19 de agosto de 2017
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Gás de cozinha não terá aumento em Alagoas, diz Argal

Valor deve continuar oscilando entre R$ 45 e R$ 55, conforme prevê a Associação dos Revendedores de Gás do Estado de Alagoas Mesmo com o reajuste nas distribuidoras, anunciado pela Petrobras, o preço do gás de cozinha para uso residencial, não terá aumento em Alagoas, segundo a Associação dos Revendedores de Gás do Estado de Alagoas (Argal). A associação afirma que os valores devem continuar oscilando entre R$ 45,00 e R$ 55,00. O valor do produto, no entanto, pode subir a partir de outubro, mês da negociação salarial dos revendedores. Até lá, a alteração tende a ser mínima ou nenhuma. A explicação dada pelo presidente da Argal, Laedson Soares, é que as revendedoras de gás de cozinha preferiram esperar o comportamento do mercado para, então, pensar em repassar ao consumidor final. "A Petrobras anunciou que vai alterar os preços para as distribuidoras todos os meses e há um acordo para, enquanto estiver a oscilação para cima ou para baixo, os valores do GLP não mudem a cada alteração feita", explicou. Todavia, Soares revela que se houver altas seguidas mensais a tendência é que um leve aumento seja dado. A previsão, porém, é que o reajuste somente ocorra após o fim do período de dissídio coletivo (que é a negociação salarial dos revendedores). Até lá, os preços seguem na média. Conforme a Petrobras, o ajuste de 6,9% anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. "Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores", destacou a Petrobras. Em julho, a Petrobras reduziu o preço do gás de cozinha residencial em 4,5%, após ter aumentado o valor em 6,7% no mês anterior.  
fonte :  Gazetaweb

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Afinal, de quem é o Esgotamento Sanitário do Francês?

Uma obra executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) com investimento de R$ 12 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*