https://webradiojuventude.com/portal/wp-content/uploads/2023/07/Hosp-do-Coracao-728pxl-x-90pxl-1.pnghttps://webradiojuventude.com/portal/wp-content/uploads/2023/09/728x90-2CT-1.gif
(Créditos de imagem: Cortesia)

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Capital, em conjunto com a Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit),e o 176º DP realizaram nesta quarta-feira (6) o cumprimento de um mandado de prisão contra um homem, de 25 anos, em Maceió.

Durante a ação, foram apreendidas uma pistola, calibre 9 milímetros, além de diversas munições, e um simulacro de pistola, de cor azul.

Ele é acusado de participação em uma chacina, que ocorreu no município de Marechal Deodoro e deixou quatro mortos, em maio de 2020, incluindo uma jovem de nome Bruna que passava no local no momento dos crimes e foi executada para não servir de testemunha.

De acordo com as investigações, realizadas pelo sexto segmento, em conjunto com 2° Segmento da DHPP e do 17° Distrito Policial de Marechal, o acusado é suspeito de vários assassinatos em Maceió e Marechal Deodoro, inclusive de pai e filho (moradores de rua) ocorridos na Praça Sinimbu, no Centro de Maceió. A mãe do rapaz também foi baleada.

Segundo imagens obtidas pela Polícia Civil, o crime foi cometido por dois homens que estavam em uma moto.

A DHPP informou que o cumprimento do mandado de prisão refere-se à chacina de Marechal Deodoro, mas que vai continuar a apuração para confirmar a participação do preso nas mortes dos moradores de rua.

A Delegacia de Marechal Deodoro adiantou que, além dele, outras sete pessoas já foram presas por participação na chacina. 

PC/AL