https://webradiojuventude.com/portal/wp-content/uploads/2023/07/Hosp-do-Coracao-728pxl-x-90pxl-1.pnghttps://webradiojuventude.com/portal/wp-content/uploads/2023/09/728x90-2CT-1.gif
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Acusado de estuprar uma mulher em Barcelona, Daniel Alves ainda busca alguns meios para tentar a pena, principalmente após o Ministério Público espanhol divulgar que pedirá que o ex-lateral seja condenado a nove anos de prisão. De acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo, o brasileiro pagará 150 mil euros (cerca de R$ 805 mil, na cotação atual) em indenização para diminuir a condenação para dois anos em regime fechado.

O portal também informou que a estratégia foi traçada após o Tribunal de Barcelona negar, pela terceira vez, o pedido da defesa do jogador para que ele aguardasse pelo julgamento em liberdade. Alves continua preso desde o dia 20 de janeiro na penitenciária Brians 2, na região metropolitana catalã.

Recentemente, a imprensa da Espanha também divulgou que a vítima de Daniel Alves informou ao juiz responsável que não irá desistir de receber a indenização. A jovem de 23 anos havia rejeitado o valor proposto por danos, quando ainda não tinha conhecimento de “todas as consequências do crime” em sua saúde, mas resolveu voltar atrás, após apresentar sintomas de depressão.

Desde que foi detido pela polícia espanhola, o jogador já mudou seu depoimento várias vezes, chegando a alegar, inicialmente, que não conhecia a jovem. Depois de ser demitido por justa causa pelo Pumas, time mexicano que defendia, o lateral também passou a viver uma crise no relacionamento com a modelo Joana Sanz.

Este mês, o Tribunal de Barcelona decidiu enviar o brasileiro a julgamento pelo crime de agressão sexual. A justiça espanhola confirmou a ordem que o instrutor emitiu ao final da investigação contra o atleta. A defesa do brasileiro, no entanto, tentava negociar um acordo para que isso não fosse necessário.

Extra Online