Diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou, nesta sexta-feira (2/11), que a emergência internacional está próxima do fim.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, está otimista quanto ao cenário atual da pandemia da Covid-19. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (2/11), o líder da OMS afirmou estar “muito mais perto” de poder dizer que a fase de emergência chegou ao fim.

A atualização no status da pandemia se deve, em parte, aos avanços na vacinação em todo o mundo. A OMS estima que ao menos 90% da população mundial possui algum nível de imunidade ao vírus Sars-CoV-2 devido à vacinação ou a infecções anteriores.

“Estamos muito mais perto de poder dizer que a fase de emergência da pandemia acabou, mas ainda não chegamos lá”, afirma Ghebreyesus.

Há cerca de três anos – em janeiro de 2020 – o diretor-geral foi o responsável por comunicar ao mundo que o surto de coronavírus passava a constituir uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII).

Redução de mortes

Ghebreyesus pondera que, embora o número de óbitos esteja em declínio há cinco semanas, pessoas ainda continuam a morrer pela doença. Mais de 8,5 mil pessoas perderam a vida para a Covid-19 na semana passada.

“Lacunas na vigilância, testes, sequenciamento e vacinação continuam criando as condições perfeitas para o surgimento de uma nova variante preocupante que pode causar mortalidade significativa”, avalia.

metropoles