O eleitor de Cajazeiras alegou que ao votar a imagem do seu candidato não apareceu na tela da urna eletrônica.

Um eleitor da cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, quebrou uma urna eletrônica com um soco, na tarde deste domingo (2).

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu na escola Matias Duarte Rolim, por volta das 14h. Segundo a Justiça Eleitoral, o aparelho foi substituído e a votação continuou.

O coronel Terceiro, comandante do 6º BPM, afirmou que o eleitor danificou o equipamento alegando que a imagem do candidato escolhido por ele não aparecia na tela.

Fonte: Metrópoles