O ator e deputado federal de 58 anos de idade abriu o jogo sobre a época em que era dependente químico.

Alexandre Frota, aos 58 anos de idade, abriu o jogo e falou sobre o vício em drogas. O ator desabafou sobre o tema e disse que chegou ao fundo do poço e que perdeu tudo em sua vida devido à dependência química.

“Sou ex-usuário, tive muitos problemas com cocaína, maconha, ecstasy, estou limpo há 15 anos, fui ao fundo do poço e consegui me reerguer. Perdi tudo que tinha na minha vida em função de drogas, então não gosto de aconselhar ninguém nessa questão de usar ou não, são escolhas”, disse.

Apesar do discurso racional, deu uma opinião sobre o assunto. “Se eu puder falar da minha experiência e o que eu passei, e isso convencer [a pessoa] que o que eu passei foi um caminho árduo, que me levou a perder tudo na vida, família, dinheiro, bens materiais, etc, talvez o cara se toque e veja que realmente não é o melhor caminho”, declarou.

Frota revelou, ainda, que não se internou em uma clínica de reabilitação porque tinha medo, mas mesmo assim conseguiu sobreviver, sem ajudas externas.

“Eu sou a prova viva de que você pode sobreviver, mas você precisa querer sobreviver. Eu ficava muito preocupado em ter uma overdose e ser achado morto, [então] entendi que tinha que parar, me libertar disso, que queria viver e não queria me matar. Encontrei [essa força de vontade] comigo mesmo, não tive ajuda de ninguém”, completou.

Metrópoles