Situação mais preocupante é a do Rio Paraíba, que atingiu 4,84 metros em Paulo Jacinto. Municípios ribeirinhos podem sofrer com cheias e inundações.

Rio São Miguel, em São Miguel dos Campos, mantém tendência de elevação em razão das chuvas que ocorrem na bacia

As chuvas que atingem o estado desde a noite de terça-feira (14) não dão trégua em Alagoas. Com a continuidade do temporal, os níveis dos rios no estado aumentaram muito nesta quarta (15), deixando em alerta as equipes de monitoramento da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh-AL). A situação mais preocupante é do Rio Paraíba, que chegou a 4,84 metros em Paulo Jacinto.

Até a tarde desta quarta, ainda não havia registro de transbordamentos ou inundações nas cidades ribeirinhas (veja abaixo a situação de cada rio), mas a tendência é de que os níveis dos rios continuem subindo, já que há previsão de chuva de moderada a forte no estado.

Um alerta de chuva do nível mais elevado (vermelho), que indica “muito perigo”, foi emitido para 33 municípios alagoanos. Além desse, há mais três avisos de chuvas em vigência, sendo dois de “perigo potencial” (amarelo) e um de “perigo” (laranja).

As chuvas registradas na última semana de maio e na primeira semana de junho deixaram quase 20 mil pessoas desalojadas e desabrigadas em Alagoas. Houve transbordamento de rios em municípios como São Miguel dos CamposCoruripe e Rio Largo.

Aviso hidrológico (até 16 de junho)

Rio Paraíba

O Rio Paraíba chegou a 4,84 metros em Paulo Jacinto, às 15h15. A cota de atenção do Paraíba é 4,60 metros e a cota de alerta para cheia é 5,60 metros.

“O nível do rio Paraíba atingiu a cota de atenção no município de Paulo Jacinto nas primeiras horas da tarde desta quarta-feira (15/06/2022). A tendência nas próximas horas é de elevação, com necessidade de monitoramento contínuo dos municípios de Paulo JacintoViçosaCajueiroCapela e Atalaia“, diz o alerta hidrológico.

Rio Mundaú

O nível do Mundaú também está subindo em Santana do Mundaú. “Com a continuidade das chuvas, poderá atingir a cota de atenção, necessitando de monitoramento contínuo dos municípios de Santana do MundaúUnião dos PalmaresBranquinhaMurici e Rio Largo“, diz a Semarh.

Às 15h15, o nível do Rio Mundaú era de 5,09 metros em Santana do Mundaú. A cota de atenção é de 5,30 metros e o nível de alerta para cheia é de 6, 95 metros.

Rio São Miguel

O Rio São Miguel, no município de São Miguel dos Campos, está em elevação, “mantendo a tendência de elevação do seu nível em razão das chuvas que ocorrem na bacia”.

Rio Coruripe

O nível do Rio Coruripe também está subindo, “mantendo a tendência de elevação do seu nível em razão das chuvas que ocorrem na bacia”.

Rios Jequiá e Conduípe

Rios Jequiá e Conduípe também estão em elevação, “mantendo a tendência de elevação dos seus níveis em razão das chuvas que ocorrem nas respectivas bacias”.

Pequenos rios e riachos no Litoral e Zona da Mata

De acordo com a Semarh, há risco de transbordamento dos pequenos rios e riachos do Litoral, incluindo a região metropolitana de Maceió, e da Zona da Mata, por causa do acúmulo de chuva nas últimas horas.

 g1 AL