Desabastecimento na região do Trapiche afetou também gerador da unidade de saúde; servidora precisou comprar óleo diesel

Hélvio Auto ficou sem energia por mais de 20h

A região do Trapiche da Barra, bairro onde fica localizado o Hospital Escola Dr. Helvio Auto, ficou sem energia por mais de 20h, o que preocupou funcionários e pacientes da unidade hospitalar, que teve seu funcionamento afetado.

Por causa da demora para o fornecimento da energia normalizar, o gerador elétrico do hospital, movido a diesel, parou de funcionar e uma funcionária do local precisou comprar o combustível para que o atendimento aos pacientes não fosse ainda mais afetado.

Segundo denúncia feita à Gazetaweb, a preocupação dos funcionários era com os internos intubados no hospital, que precisam de uma atenção a mais e de aparelhos que necessitam de eletricidade.

Ainda segundo a denúncia, a falta de energia foi registrada na manhã dessa terça (10), por volta das 11h30, voltando o fornecimento normal nas primeiras horas da manhã desta quinta (11). O motivo seria a troca de postes na região, porém, a Equatorial Energia ainda não confirmou se esse seria o problema.

“Além da preocupação de pacientes, acompanhantes e funcionários, o gerador parou na madrugada porque a reserva de óleo diesel acabou. Uma funcionária na administração teve que comprar com o dinheiro dela o óleo para o gerador voltar, pois temos pacientes intubados na UTI e os respiradores são a bateria”, disse um funcionária do hospital, que não quis se identificar.

NOTA DO HELVIO AUTO

O Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), unidade assistencial da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), passou cerca de 20 horas sem energia elétrica, de ontem para hoje (dia 10 para o dia 11), em decorrência de serviços de manutenção de rede executados pela Equatorial Alagoas.

O hospital foi informado por meio de ofício pela Equatorial Alagoas, que a energia seria desligada das 10h de ontem, às 11h50 da manhã de ontem (dia 10.05), mas a energia só foi restabelecida totalmente hoje por volta das 6h30 da manhã, (dia 11.05).

Desde o dia de ontem foram gastos 900 litros de óleo diesel para reabastecimento do gerador e armazenamento para necessidades futuras.

Durante a madrugada, a servidora do plantão administrativo abriu vários protocolos com a Equatorial Alagoas tentando resolver a situação. Ao constatar que a energia não retornaria a tempo, teve que viabilizar o reabastecimento do gerador com mais 150 litros, pois toda a reserva já havia sido utilizada. O equipamento foi desligado somente no momento do reabastecimento, funcionando perfeitamente após a reposição do combustível.

O hospital lamenta o ocorrido que colocou em risco a vida de vários pacientes e já solicitou, nesta manhã, por meio de ofício enviado à Uncisal e à Equatorial Alagoas, o ressarcimento por outros equipamentos que foram queimados durante o período de oscilação da energia.

EQUATORIAL

Sobre a interrupção do fornecimento de energia elétrica que afetou o bairro do Trapiche, a Equatorial Alagoas lamenta o ocorrido e informa que o serviço já foi reestabelecido e a Distribuidora segue apurando todos os detalhes da ocorrência.

gazetaweb