Em tempos de pandemia, profissionais da saúde qualificados são ainda mais importantes. Pensando nisso, a Secretaria de Saúde, em parceria com instituições de ensino, realizou um curso de aperfeiçoamento em sala de vacina para enfermeiros e técnicos do município. Os profissionais puderam desenvolver habilidades que vão desde o atendimento ao público até a aplicação.

A qualificação iniciou no último sábado (05) e finalizou no domingo (06) com as aulas práticas. Em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências Médicas (CEPEM), o curso foi ofertado aos servidores municipais totalmente gratuito e com duração de 60 horas de aulas, entre teóricas e práticas.

O aperfeiçoamento foi ministrado pela enfermeira Teresa Cavalcante, especialista em vacinas e doutoranda em saúde pública. Os participantes, todos da área de enfermagem, atuam nos postos de saúde ou unidades de pronto atendimento do município. Mariana Souza faz parte deste grupo e aproveitou cada momento para aprender ao máximo.

“É uma oportunidade ímpar. Estou bastante grata ao município pela confiança que está sendo dada à nossa classe. Essa atualização em vacinas vai influenciar diretamente no nosso cotidiano. A população sentirá o reflexo desse aprendizado na prática diária dos profissionais de saúde.” afirma a enfermeira. 

A iniciativa é parte do plano de educação continuada e permanente da Saúde de Marechal Deodoro, que visa estimular e capacitar os profissionais da área no município. Thácio Brito, coordenador da Promoção a Saúde, contou que o município já se prepara para proporcionar outros meios de qualificação. Ele explica ainda que as capacitações valorizam e demonstram o cuidado aos profissionais além da população que recebe esses serviços. 

“É de extrema importância a qualificação dos profissionais da saúde em geral. Eles precisam atualizar seus conhecimentos constantemente, garantindo a permanência de seus bons serviços, aprimorando suas habilidades e contribuindo com a satisfação de cada paciente. Por isso, o aperfeiçoamento dos enfermeiros e técnicos de enfermagem deve ser visto como um fator imprescindível para melhor atender a população deodorense.” declara Brito.

PMMD