A Secretaria de Estado da Saúde está investigando casos suspeitos de sarampo em Alagoas. Ainda não há a informação de quantos casos são, mas a primeira informação é que os casos foram registrados no município de Capela.

Ao Cada Minuto, a assessoria de comunicação da Sesau confirmou a investigação, mas disse que aguarda a nota da Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa).

A doença

O sarampo é uma doença infectocontagiosa provocada por um Morbilivirus e transmitida por secreções das vias respiratórias como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. O período de incubação, ou seja, o tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas, é de cerca de 12 dias, mas a transmissão pode ocorrer antes do aparecimento dos sintomas e estender-se até o quarto dia depois que surgiram placas avermelhadas na pele.

Em 2018, foram notificados 10.346 casos de pessoas infectadas. No ano de 2019, o Brasil perdeu a certificação de “país livre do vírus do sarampo”, em razão da franca circulação da doença.

Em relação ao número de óbitos, em 2021 não houve notificações. No ano passado, foram registradas dez mortes pela doença, sendo uma no estado de São Paulo, uma no Rio de Janeiro e oito no Pará.


cadaminuto