Policiais civis do Rio de Janeiro prenderam, nesta quinta-feira, 27, um médico e o dono de uma clínica que vendia falsos atestados de comorbidades, para que as pessoas tomassem a vacina contra a covid-19.

A prisão ocorreu em Pilares, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Na ocasião, dois homens foram presos, eles foram identificados como Sérgio Mendes Izidoro, dono de uma clínica em Pilares, e Augusti Guedes de Carvalho FIlho, médico.

Segundo a polícia, na clínica foi constatado que ambos vendiam o atestado falso por R$ 20. “No atestado, o médico afirma que o paciente possuía comorbidade incluída no rol elencado pelo Ministério da Saúde”, explicou Daniela Rebelo, responsável pelas investigações.

No local, a polícia apreendeu medicamentos e atestados para doenças como hipertensão arterial. O médico e o dono da cínica podem pegar até 5 anos de prisão pelos atestados falsos.

jaenoticia