A enfermeira baiana Thaís Carvalho foi alvo de preconceito racial em seu local de trabalho no momento em que estava realizando a vacinação contra a covid-19, na cidade de Ilhéus, interior da Bahia. O crime ocorreu na última segunda-feira, 17.

Durante o momento de vacinação, um idoso se negou a ser vacinado por ela e justificou a negativa pela fato da enfermeira ser negra.

Segundo denúncia realizada pela profissional de saúde, ela perguntou se o idoso já havia feito a ficha para se vacinar, mas ele respondeu que não seria vacinado por ela. “Eu falei: o senhor já fez a ficha?’. Ele: ‘o meu filho está fazendo a ficha, mas você não’. Aí eu abaixei na direção dele e perguntei: ‘por que eu não? […]. Aí ele virou pra mim: ‘por que você é negra’”, contou Thaís.

A profissional explicou que não conseguiu identificar o idoso, mas que irá registrar boletim de ocorrência sobre o caso. “Na hora, não tive reação. Eu sempre pensei que se isso acontecesse comigo, eu iria agir de tal maneira, mas não consegui. Eu me senti totalmente impotente”, conta ela, que ainda é estudante de enfermagem e está trabalhando na vacinação de forma voluntária.

“Como eu sou estudante de enfermagem, eu sei a necessidade que nosso país está tendo com a vacinação. Por isso, decidi me doar a isso”, disse.

O caso de racismo foi repudiado pelo Secretário de Saúde da cidade.

jaenoticia