Depois de três anos do abalo sísmico que provocou o afundamento do solo de quatro bairros da capital alagoana, o drama dos moradores do Pinheiro, Bebedouro, Mutange e Bom Parto é o assunto mais comentado no Trending Topics do Twitter, que são os assuntos mais comentados da redes social no momento.

O assunto “MACEIÓ TA AFUNDANDO” ganhou a rede depois que o digital influencer alagoano @alvxaro gravou um vídeo falando do problema que atingiu 4.500 imóveis na região do Farol, tradicional bairro da capital alagoana. Com boa parte dos moradores deixando suas casas, a região se transformou numa espécie de zona fantasma. 

As pessoas estão sendo obrigadas a sair de suas próprias casas, deixar histórias pra trás, as casas que tanto lutaram”, diz Alvaro, que morou no bairro do Pinheiro. No vídeo ele mostra imagens de uma visita que fez no local.  “Estou falando disso porque eu cresci no Pinheiro. Meu avô continua morando lá”, conta. 

O afundamento 

Em março de 2018, após um tremor de terra de 3,4 graus na escala Richter, os moradores da região do Pinheiro convivem com o medo e a insegurança. Desde então, o bairro virou um verdadeiro campo minado, com rachaduras e fissuras. 

Diante dos riscos, os bairros ganharam a atenção de órgãos federais, municipais e do estado, e se transformou num território de estudos técnicos e de ações da Defesa Civil – estadual e municipal – ,Exército, além da CPRM.

Atualmente a empresa Braskem atua num programa de compensação financeira das famílias. A maior parte delas já deixaram suas casas. 


tnh1