Uma motorista por aplicativo, de 28 anos, é suspeita de encomendar dinheiro falso. A mulher foi presa na tarde de ontem (22), quando recebia a correspondência contendo as cédulas procedentes de Belo Horizonte, Minas Gerais. 

Ao ser abordada pelos agentes, a mulher foi orientada a abrir o envelope, onde foram encontradas dez notas falsas de R$ 100,00. A acusada recebeu voz de prisão em flagrante pela prática de crime de moeda e foi levada para a Sede da Polícia Federal em Alagoas onde confessou que adquiriu as cédulas.

A investigação deverá determinar, agora, quem fornecer as cédulas à alagoana. Sem saber do que havia ocorrido à motorista, familiares e amigos da jovem realizaram uma campanha nas redes sociais para descobrir o seu paradeiro. A família temia que ela tivesse sido alvo alguma ação criminosa. Somente hoje a família descobriu que ela estava presa na sede da PF em Jaraguá.

O delegado responsável pelo inquérito, Gustavo Gatto, disse em entrevista à TV Ponta Verde que a mulher estava envergonhada com a situação e não usou da prerrogativa legal de entrar em contato com familiares tampouco pediu advogado.

A acusada será indiciada pelo crime de adquirir moeda falsa e ficará à disposição da Justiça Federal, sujeita à pena de até 12 anos de reclusão.

AL24HS