O influenciador digital alagoano, Carlinhos Maia, voltou a usar suas redes sociais, nesta segunda-feira (18), após polêmica gerada por causa de sua fala, ao dizer que foi convidado para ser “um dos primeiros a tomar a vacina” contra a Covid-19 em Alagoas. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) negou que tenha feito o convite.

Mais cedo, sem citar quem o teria convidado, Carlinhos disse que recusou o convite, por, segundo ele, não achar justo “com quem ficou em casa todo o esse tempo”. Mesmo não aceitando o convite, o influencer disse que se propõe a filmar a vacinação, para incentivar as pessoas a tomarem a medicação.

O influencer voltou a gravar stories explicando de onde teria partido o convite.

“Aconteceu essa conversa, sim, que foi, inclusive, da Prefeitura de Maceió, mas na melhor intenção do mundo. Então, não ataquem o prefeito, é uma pessoa que eu gosto pra caramba, que eu conheço há muito tempo, e ele é muito revolucionário nesse negócio de internet”, esclareceu Maia.

No fim do ano passado, o youtuber foi duramente criticado por promover festas com um número significativo de convidados.

No final da tarde desta segunda-feira (18), o Ministério Público de Alagoas divulgou uma nota sobre o assunto, confira abaixo:

NOTA


O Ministério Público de Alagoas (MPAL), por meio da 67ª Promotoria de Justiça da Saúde, diante dos fatos narrados pelo influencer Carlinhos Maia, irá instaurar procedimento preparatório para apurar a afirmação de que teria recebido o convite para posar como uma das primeiras pessoas a ser vacinada contra a Covid-19 em Alagoas.

Ministério Público, no seu papel constitucional, preservará, com o rigor da lei, a lisura e a legalidade da vacinação em Maceió e em todo estado.

jaenoticia