O Monsenhor Geraldo Valente Villas Boas morreu, aos 88 anos, vítima da Covid-19, na noite dessa quinta-feira (14). O sacerdote sofria de outras comorbidades, que se agravaram devido à enfermidade do novo coronavírus. Ele teve uma parada cardíaca e não resistiu.

A informação foi dada pela Arquidiocese de Maceió, que se solidarizou com os familiares, Clero, amigos e os fiéis da Paróquia de Nossa Santa Rita de Cássia, no bairro do Farol, em Maceió.
O velório ocorreu na manhã desta sexta-feira (15), e, devido à pandemia, seguindo as orientações médicas sanitárias, apenas a família participou do momento.

Já o sepultamento ocorreu no Cemitério Nossa Senhora da Piedade, a pedido do próprio Mons. Geraldo, em vida, pois seu tio, Mons. Antônio Valente, está sepultado no mesmo local.

A Santa Missa em sufrágio pela alma do Mons. Geraldo será presidida por Dom Antônio Muniz Fernandes, às 17h, na Igreja Matriz, no Farol. As pessoas podem acompanhar pelas redes sociais @arqdemaceio e @santarita.maceio, devido ao número permitido de fiéis na igreja.

O Mons. Geraldo Valente Villas Boas, Deão do Cabido Metropolitano, nasceu em 09 de dezembro de 1932 e foi ordenado sacerdote no dia 09 de dezembro de 1956; era escritor e compositor.

De acordo com informações da Cúria Metropolitana de Maceió, sua última paróquia foi Santa Rita de Cássia, no bairro do Farol, empossado pároco no ano de 1994 e permanecendo até fevereiro de 2019. Foi pároco na paróquia Nossa Senhora das Graças, na cidade de Murici, de 1975 a 1983; de 1983 a 1994 – Paróquia São Pedro Apóstolo, no bairro Ponta Verde, em Maceió; e vigário-geral da Arquidiocese em 2002.

“A Arquidiocese de Maceió roga ao Bom Deus o fim da pandemia e o descanso eterno para o querido e admirável Mons. Geraldo Valente Villas Boas; que Nossa Senhora dos Prazeres o acolha na morada eterna”, informa a Arquidiocese.

Gazetaweb