O jogador Márcio Almeida de Oliveira, o Marcinho, que atua como lateral-direito do Botafogo é suspeito de matar um homem e deixar uma mulher gravemente ferida durante atropelamento, no Recreio, na Zona Oeste do Rio, na noite de quarta-feira, 30.

Segundo informações de testemunhas, o carro modelo Mini Cooper, estava em alta velocidade e sendo dirigido pelo atleta. O carro foi rebocado para o apartamento do lateral-direito, na Avenida Sernambetiba, próximo do local do acidente.

A vítima fatal é o professor Alexandre Silva de Lima, a vítima ferida é Maria Cristina José Soares. Eles estavam travessando a Sernambetiba, na altura do número 17.170 quando foram atingidos pelo Mini Cooper.

No local do acidente, a Polícia Civil conseguiu recolher impressões digitais. Segundo o delegado Allan Luxardo, titular da 42a DP (Recreio), que assumiu as investigações, o motorista fugiu depois do acidente.

Segundo o advogado Márcio Albuquerque, que defende o casal, Maria Cristina fraturou as duas pernas, passou por uma cirurgia no Hospital Municipal Lourenço Jorge e não tem previsão de alta.

A assessoria de imprensa do Botafogo informou que não conseguiu contatar o jogador Marcinho para emitir um posicionamento sobre o assunto. A assessoria do atleta ainda não se pronunciou sobre o caso.

jaenoticia