No último 7 de Setembro, o CSA completou 107 anos de existência. Com pouca coisa para comemorar nessa temporada de 2020, o clube, finalmente, lançou a pedra fundamental para a construção de seu novo centro de treinamento, que depois de muita discussão, interesses e boa vontade de alguns, escolheu a divisa entre o bairro do Benedito Bentes (Maceió) com o vizinho Município de Rio Largo.

As pessoas que fazem o clube garantem que fica do lado de cá, ou seja, da capital alagoana, o que para muita gente não faz a menor diferença, já que os grandes clubes do país estão saindo da zona urbana para municípios mais próximos.

Depois de encerrar um sonho construído no velho CT Gustavo Paiva, por conta da tragédia anunciada da Braskem, com o abandono que está se transformando os bairros da Pitanguinha, Bebedouro e Mutange, o CSA se viu, verdadeiramente, no “olho da rua”, sem eira e sem beira, sem casa para morar.

Inicialmente, alugou o Centro de Treinamento Nélson Feijó, na Serraria, do Corinthians Alagoano, fazendo uma ampla recuperação do gramado e uma reforma em suas dependências, para se instalar até dezembro de 2021, prazo prometido pelo presidente do clube, Rafael Tenório, para inaugurar a sua nova casa, que continuará se chamando Gustavo Paiva.

A promessa foi feita a família do comendador Gustavo Paiva, proprietária do terreno, que abriu mão da metade do valor pela área de 140 mil metros quadros, e, em troca, recebeu a garantia que nada mudaria em relação ao antigo nome lá no velho Mutange. Quanto isso custou não foi revelado por nenhuma das partes.

Os mais curiosos e investigativos garantem que a área vale em torno de 6 milhões de reais,com o CSA só pagando a metade pelo acordo feito com a família, o que não deixa de ter sido um grande negócio, se foi isso mesmo. Segundo o presidente do CSA o projeto já está pronto e a construtora contratada para iniciar a obra do novo CT Gustavo Paiva.

Na festa do lançamento da pedra fundamental do novo CT, o presidente Rafael Tenório fez outra promessa: que o time não vai sair da Série B e que vai voltar a Série A do Brasileirão. Do sonho do CT ao pesadelo da Série A.

Como o Sol estava muito forte naquele momento, acho que torrou o chip do presidente do CSA. Série B, esse ano, já é um grande negócio Rafael Tenório.