O jornalista Matheus Ribeiro, que apresenta o DF Record, foi agredido após reagir a um assalto, na noite do último sábado, na L2 Norte, em Brasília. O assalto ocorreu quando o jornalista corria perto de casa

Nem sei quantas vezes já falei no jornal: ‘Se for vítima de assalto, não reaja, valorize sua vida, não corra risco’. Mas casa de ferreiro, espeto de pau, já dizia minha vó”, contou Matheus através das redes sociais.

De acordo com o apresentador, ele estava correndo e ouvindo música quando um homem tentou arrancar o celular que estava preso ao braço dele. “O sujeito passa por mim, vê o celular no braço, fica interessado, mas nem tenta negociar. Volta, puxa a capa, mas não consegue tirar. Quando viro para desejar boa noite, o grosseiro me dá um soco. Tive que deixar os bons modos de lado para demovê-lo da ideia inicial, já que as ameaças de tirar uma faca ou arma da camisa eram só delírio da cabeça dele. Sim, sei que não fiz o correto e que esse comportamento colocou-me numa situação ainda mais arriscada, ainda que eu esteja conseguindo contar isso pra vocês pelo mesmo aparelho que o bandido queria”, explicou Matheus.

Ele afirmou que fez um Boletim de Ocorrência na delegacia, mesmo que tenha continuado com o aparelho celular, pois é o recomendado para qualquer tipo de ocorrência, “até pelo bem das estatísticas”.

Com bom humor, Matheus ainda fez os seguintes questionamentos:
1) Será um sinal pra continuar dando um tempo da vida fitness?
2) Devo solicitar escolta profissional ao @_piazzarollo?

3) Será que a @recordtvbrasilia me deixa apresentar de tapa olho?

jaenoticia