Algumas pessoas foram impedidas de passar pelas barreiras por não estarem usando máscaras

Antes mesmo das lojas abrirem, às 10h da manhã, filas de dar voltas nos quarteirões já estavam formadas no Centro de Maceió nesta sexta-feira (03), o primeiro dia da implantação da fase laranja do distanciamento social controlado. 

Foram montadas 12 barreiras sanitárias nas entradas do Calçadão, para fiscalizar se as pessoas estavam usando máscaras e para aferir a temperatura corporal. E mesmo depois de todo o período de quarentena e de todas as recomendações, algumas pessoas insistiam em não usar máscaras e foram impedidas de entrar. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), até às 10h da manhã, catorze pessoas haviam sido abordadas por não estarem com a máscara no rosto e, após orientação, passaram a utilizá-la, pois haviam levado o equipamento de proteção, de uso obrigatório em via pública e estabelecimentos comerciais.

 “Houve pessoas que chegaram antes das 10h e formaram filas em frente às lojas esperando que abrissem. A Secretaria está cumprindo seu papel de orientar e fazer com que as pessoas circulem obedecendo os decretos que implantam medidas para evitar o contágio pelo novo coronavírus. É necessário que cada um faça sua parte”, reforça o diretor de Convívio Social da Semscs, Carlos Alberto Mendonça.

As barreiras contam também com policiais militares. Os fiscais percorreram as lojas, para averiguar se todas as recomendações estão sendo seguidas e, segundo informou a Semscs, haverá fiscalização em todos os horários.  

tnh1