Carlos Avelino

Carlos Avelino foi comerciante e mesclava essa atividade com o cultivo de coco, em terras do Francês, durante muitos anos fornecido para industrias alagoanas.
Foi casado com D. Eulina, que morreu no ano passado, e com ela teve 12 filhos, dos quais 10 permanecem vivos.
Comemorou no dia 23 do mês de junho os seus 100 anos de vida, não como certamente gostaria, mas cercado de carinho dos filhos e amigos num leito de hospital.
Uma pessoa que irradiava felicidade. Boêmio, amante de um violão e de uma boa música, com sua contagiante alegria, era visto constantemente andejando pelas ruas da primeira capital do Estado compartilhando apaixonadamente com os conterrâneos a arte de voar ao som dos boleros e valsas.
Inspirador e incentivador dos Bailes Histórico, realizados pelos filhos anualmente em um pátio descoberto ladeado por uma vegetação inspiradora ao lado do claustro do Convento Franciscano, proporcionou aos amantes frequentadores, devidamente vestidos a caráter, momentos inesquecíveis.
Carlos Avelino parte, mas deixa vivo em todos os deodorenses, boas lembranças e muita saudade. Que Deus o acolha!