Sede do Ministério Público (MP/AL)

Depois de receberem denúncias via redes sociais de que a Prefeitura de União dos Palmares estaria dando merenda com alimentos estragados para alunos da rede municipal, o Ministério Público Estadual (MPE), por meio dos promotores de Justiça Ilda Regina Reis Santos e Lucas Carneiro, abriu um procedimento administrativo para investigar as acusações. Além disso, no Diário Eletrônico do MPE desta terça-feira (16), ainda foram publicadas orientações ao Município a fim de assegurar a qualidade dos produtos.

As postagens na internet ganharam repercussão por supostamente reproduzirem uma manifestação de uma professora do município, questionando a qualidade das quentinhas. A profissional ainda pede posicionamento do prefeito e do secretário da Educação sobre os recursos que deveriam ser gastos com os estudantes.

De acordo com a portaria, para abertura do processo administrativo, os promotores de Justiça levaram em consideração a denúncia que repercutiu nas redes sociais. Eles fizeram ainda a recomendação de que a prefeitura continue fornecendo a alimentação a todos os alunos enquanto as aulas continuarem suspensas.

Em caso de problemas com o transporte público, ou por outros motivos que impossibilitem que os pais ou responsáveis busquem as quentinhas, o Município deverá efetuar a entrega na casa dos alunos, ou em pontos próximos.

Ainda de acordo com as recomendações, a Secretaria Municipal de Educação de União dos Palmares deverá fazer o controle da alimentação, detalhando o dia, local e o estudante que recebeu.

cadaminuto