Não tem panelaço, Ibope, Datafolha e Rede Globo que assuste Jair Bolsonaro. Assim como não há nenhum líder que fale, com autoridade, ao povo brasileiro, para afirmar que o presidente da república está indo na contramão da ciência e colocando vidas em risco, ao pedir relaxamento das ações nos estados.

– A melodia do panelaço não pegou.
– Não há pesquisas diárias apontando a queda de popularidade do presidente.
– A Globo“lixo” – para muitos da esquerda, direita, extrema direita e centro – não consegue atingir o alvo.
– Não há uma autoridade neste país com capacidade para abrir os olhos da nação de que Bolsonaro está no caminho contrário da razão.

Nesta quarta-feira a notícia mais significativa, depois dos ataques ao pronunciamento contraditório de Jair Bolsonaro, é a confirmação de especialistas de que o Brasil está no caminho de uma crise econômica “talvez” sem precedentes.

Estamos, literalmente, entre a cruz e a espada, com um aloprado na cadeira de presidente, o judiciário sem a mínima credibilidade e a classe política com zero de representatividade.

Pelo andamento das coisas, será ficar e lutar, correr ou morrer.

A opção de ficar em casa é um paliativo provisório.