Os foliões que optaram por passar o carnaval na Barra de São Miguel sofreram no domingo (23) com as constantes faltas e quedas no fornecimento de energia elétrica. A empresa Equatorial foi acionada e buscou restabelecer o fluxo de fornecimento, mas o desapontamento e as críticas à atuação da empresa foram grandes.

“Um abuso faltar energia 6 vezes. Uma conta cara, que a gente se esforça pra pagar em dia e quando vem usufruir de um lazer fica sem geladeira, sem ar condicionado. E ainda tem o risco de um equipamento eletrônica queimar, devido à sobrecarga de retorno de energia e ao apagão constante e intermitente. Um desrespeito” afirmo o aposentado José Cabral de Lima, que tem casa de veraneio no Loteamento Barramar.

Em 28 de janeiro, os municípios de São Miguel dos Campos, Boca da Mata e parte da Barra de São Miguel e Jequiá da Praia sofreram um mini apagão. Acionada à época a antiga Ceal/Eletrobras informou que um problema na subestação que atende as cidades da região deixou sem energia os locais informados.

Na ocasião, através de sua assessoria de comunicação, a empresa afirmou que equipes trabalhavam para estabelecer o fornecimento de energia, sem no entanto existir um prazo previsto para o restabelecimento.

cadaminuto