Motorista cometeu o crime após discussão. Duas vítimas morreram

Motorista atropela 17 pessoas em bar em Nova Independência; duas morreram

Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante do mecânico Paulo Alves da Silva, de 48 anos, identificado como o motorista da caminhonete que atropelou 17 pessoas e matou duas delas, em Nova Independência (SP).

A decisão foi tomada durante audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (27) no Fórum de Andradina (SP).

Os atropelamentos foram registrados na noite de domingo (16). Todas as vítimas estavam na frente de um bar localizado na região central do município, onde ocorria uma festa organizada pelo dono do estabelecimento.

De acordo a delegada responsável pelo caso, Michelly da Sliva Milhorini, a polícia colherá o depoimento das vítimas que sobreviveram e do condutor, que não foi ouvido anteriormente porque precisou passar por atendimento médico.

“Ele irá responder por duplo homicídio qualificado, 14 tentativas de homicídio qualificado, contravenção penal de vias de fato, crime de embriaguez ao volante e porte de munição de uso permitido”, diz a delegada.

Ainda segundo a delegada que investiga o caso, munições foram encontradas na caminhonete que Paulo utilizou para cometer o crime.

Caso

De acordo com a Polícia Militar, Paulo estava no bar com a mulher e teria discutido com outras pessoas no local.

Depois da discussão, o mecânico saiu do comércio e voltou com uma caminhonete em alta velocidade, quando foi com o veículo na direção das pessoas que estavam do lado de fora do bar.

Ao todo, 17 pessoas foram atropeladas, precisaram ser socorridas e levadas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e na Santa Casa de Andradina.

Em nota, a Santa Casa informou que um jovem de 18 e uma adolescente de 16 anos ainda continuam internados.

“As munições foram encontradas dentro do veículo dele, mas ainda não conseguimos desvendar a procedência delas”, afirma a delegada.

Ainda segundo a PM, duas dessas vítimas, identificadas João Bringel, de 56 anos, e Jhonatan Coelho Rocha, de 26, não resistiram aos ferimentos e morreram.

Depois do atropelamento, populares tentaram linchar Paulo, mas foram contidos pela Polícia Militar. O motorista chegou a ser ferido e foi levado para o hospital.

O motorista permaneceu em observação sob escolta policial até ser levado para o Fórum para passar por audiência de custódia.

As vítimas do atropelamento também continuam em observação e aos poucos estão sendo liberadas. Ainda não há previsão para o enterro das duas vítimas fatais.

O corpo dos dois homens que morreram estão vendo velados na tarde desta segunda-feira (27). Ambos serão enterrados no Cemitério Municipal de Nova Independência (SP). Jhonathan será sepultado às 18h e João às 19h.

G1