Moradores do bairro Pitanguinha, em Maceió denunciaram que funcionários da empresa Equatorial Energia Alagoas estariam cobrando propina para não cortar a energia elétrica de residências na comunidade.

O caso foi registrado no último dia 3, mas só foi divulgado neste domingo (07). “Querem dinheiro, os caras da Equatorial. Querem roubar, querem cobrar dinheiro para não cortar a energia”. afirma um morador.

De acordo com a empresa Equatorial, o fato tratava-se de uma retirada de ligação irregular (o conhecido gato), mas nada comentou sobre a denúncia da suposta cobrança de propina.

Veja a nota:
“Ligações clandestinas feitas por meios de gambiarras são perigosas e podem provocar acidentes, além do furto de energia representar crime, previsto no artigo 155 parágrafos terceiro e quarto do Código Penal Brasileiro”.

A Companhia orienta ainda, que somente profissionais treinados e capacitados podem intervir no sistema elétrico. Pessoas com atitudes suspeitas, interferindo na rede de energia elétrica devem ser denunciadas para Polícia pelo 190 ou para a Central 0800 082 0196″.

 

jaenoticia