O inquérito policial que apura a execução e ocultação dos cadáveres de três jovens, em Maragogi, deve ser concluído na próxima semana. A Polícia Civil acredita que o triplo homicídio foi praticado por grupo criminoso formado por alagoanos e pernambucanos que tiveram desentendimento com as vítimas. 

O delegado de Maragogi, Aylton Prazeres, informou à reportagem que a rixa entre os dois grupos ocorreu por causa da venda de drogas e homicídios. “O grupo que matou tem dois integrantes de São José da Coroa Grande (PE) e quatro de Maragogi. Descobrimos que outro foi baleado naquele dia, chegou a correr e acabou morto pela polícia”, informou o delegado. 

O grupo responsável pelo triplo homicídio se intitula Trem Bala, conhecido pela prática de crimes na região. “Estou concluindo o inquérito, vou solicitar as prisões e aguardar a decretação pela justiça”, acrescentou Aylton Prazeres. 

Os cadáveres das três vítimas foram enterrados em cova rasa na zona rural de Maragogi e localizados no último dia 25. Os pernambucanos – Wellington Venicios da Silva, de 18 anos, Izaura Katarine Conceição de Campos, de 18, e Pâmela Fernanda da Silva, de apenas 14 anos – foram identificados pelos parentes pelas roupas e tatuagens. Eles estavam desaparecidos há cerca de um mês.

 

Gazetaweb.