PF mira suspeitos de fraude de € 3,6 milhões contra banco espanhol

Investigação aponta que suspeitos usavam malware para ter acesso remoto aos computadores de clientes do banco e roubar valores. Agentes cumprem mandados em 5 estados.

Caso está sendo investigado pela PF

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (30), uma operação que investiga um grupo suspeito de cometer fraude contra o Caixa Bank, um banco da Espanha. Segundo a investigação, o prejuízo foi de 3,6 milhões de euros — cerca de R$ 20 milhões.

Agentes cumprem cinco mandados de prisão temporária e 13 de busca e apreensão em São Paulo, Santa Catarina, Pará, Goiás e Mato Grosso. Também estão sendo cumpridas ordens judiciais de apreensão e bloqueio de bens e valores.

A investigação aponta que os suspeitos usavam um malware — software feito para causar danos a um computador — para ter acesso remoto a computadores de clientes do banco espanhol. Dessa forma, segundo a Polícia Federal, os suspeitos conseguiam furtas valores de forma on-line.

malware era instalado nos computadores das vítimas por meio de envio de e-mails contendo mensagens maliciosas que as induziam a acreditarem que se tratava de informações oficiais como, por exemplo, intimações judiciais, cobranças de faturas vencidas, notas fiscais.

Quando as vítimas clicavam nos anexos ou no link dentro dos e-mails enviados pelos suspeitos, o programa malicioso operava nos computadores sem que as vítimas percebessem.

Os valores desviados pelos suspeitos iam para contas “emprestadas” por terceiros.

Os suspeitos são investigados pelos crimes de associação criminosa, furto qualificado mediante fraude em ambiente cibernético, invasão de dispositivo informático e lavagem de dinheiro.

 g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *