Prefeitura encerrará atividades nos abrigos temporários nesta quarta

Município ofertou toda a assistência necessária às famílias, desde a retirada até o retorno para suas casas

Prefeitura encerrará atividades nos abrigos temporários nesta quarta
Maceió atendeu nesse período chuvoso 700 famílias em 8 abrigos. Foto: Jonathan Lins/Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió vai encerrar, às 11h desta quarta-feira (12), as atividades nos dois últimos locais que serviram provisoriamente como abrigo para famílias afetadas pelas chuvas.

Nas escolas Rui Palmeira e Antídio Vieira, as secretarias responsáveis já fazem o encaminhamento das pessoas acolhidas para suas casas, com ajuda para transporte, e os espaços começam a receber a limpeza e reorganização das salas para retornar às atividades normais.

Maceió atendeu nesse período chuvoso um total de 700 famílias em 7 abrigos, com alimentação diária, assistência à saúde, limpeza, colchões, kits de higiene e outros serviços.

Mais de 800 profissionais de várias secretarias se revezaram para atender as demandas 24 horas durante cerca de 100 horas de acolhimento.

A operação foi coordenada diretamente pelo prefeito JHC, por meio da Coordenação Executiva Institucional da Prefeitura de Maceió, e garantiu atendimento imediato para a população afetada pelas chuvas, o que minimizou as perdas.

Nenhum óbito foi registrado nas ocorrências e o número de famílias atendidas pela Defesa Civil no primeiro semestre de 2023 foi menos da metade do que foi registrado ano passado. Os dados são resultado do trabalho de prevenção de desastres nas áreas de encostas realizado pelo Município, cujo investimento foi de R$ 150 milhões.

“Conseguimos em tempo hábil, com o empenho de profissionais incríveis, atender as famílias que tiveram que deixar suas casas com urgência por conta do risco de alagamento ou de deslizamento de barreiras. Mas graças ao planejamento do Município, que realizou um trabalho muito efetivo de prevenção nas encostas, não tivemos nenhuma morte, e ainda tivemos um número muito menor de pessoas afetadas este ano. Com a visão humanista que o prefeito JHC possui, Maceió teve pela primeira vez a devida atenção com as pessoas que moram em áreas de risco e evitou uma tragédia como em muitos anos os maceioenses tiveram a tristeza de vivenciar”, afirmou o coordenador executivo do prefeito, Claydson Mourinha.

Fonte:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *