Universitários visitam canteiro de obras e conhecem projeto Renasce Salgadinho

Durante a aula de campo, alunos esclareceram dúvidas e curiosidades da maior obra ambiental de Maceió.

Durante a aula de campo, alunos esclareceram dúvidas e curiosidades. Foto: Cortesia/Consórcio DCH

Um grupo de universitários e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) esteve, nesta quinta-feira (2), visitando o canteiro de obras e conhecendo a maior obra ambiental da capital, o projeto Renasce Salgadinho, que vau beneficiar o turismo e o desenvolvimento urbano de Maceió. 

O grupo conheceu como funcionará o projeto, principalmente, durante a operação, qual o impacto que ele proporciona ao meio ambiente e o ganho que a cidade terá com obras tão importantes. Durante o momento de perguntas, os alunos questionaram como funcionarão as barreiras de contenção, que irão impedir com que resíduos cheguem até a foz do Riacho Salgadinho e despertaram curiosidade de como será a operação dos jardins e da lagoa filtrante. 

“A gestão do prefeito JHC desenvolve a maior obra ambiental já vista em nossa capital e a curiosidade da população é comum e muito saudável. A equipe ambiental explicou como é todo sistema, o que já foi feito e o que ainda será executado. É através de momentos tão importantes como esse, que conseguimos ampliar ainda mais, informações sobre o nosso projeto, e conscientizando ambientalmente mais maceioenses”, informou a coordenadora executiva da Unidade Gestora do Programa (UGP), Lavínia Tenório.

Renasce Salgadinho

O conjunto de obras segue em diversos bairros e vai mudar a realidade da cidade. Os investimentos, fruto de um empréstimo da Companhia Andina de Fomento (CAF), são de R$ 76,4 milhões e contam com intervenções a curto, médio e longo prazo.

Além da revitalização, o projeto conta com mais de 20 intervenções previstas na região. São trabalhos de requalificação ambiental, análise, revisão e consolidação de estudos topográficos, geológicos, geotécnicos e hidrológicos, modernização de vias e ruas, melhorias no sistema de drenagem, de contenção de erosão, de recomposição do Riacho Salgadinho, construção de passarelas, sinalização e mudanças no projeto paisagístico.

Ações educativas, com palestras, oficinas de reciclagem e outras atividades também fazem parte do projeto técnico-operacional.

Ascom UGP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *