Aprenda a reconhecer 6 sintomas físicos causados pela ansiedade

Os sintomas vão muito além de pensamentos acelerados e podem afetar inclusive o funcionamento do corpo.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que, somente no Brasil, cerca de 18,6 milhões de pessoas sofrem com ansiedade. Os sintomas da doença podem ser percebidos no corpo, além de apressar os pensamentos do paciente. Durante as crises de ansiedade, é muito comum que a pessoa tenha dificuldade para desempenhar as atividades diárias.

A psicóloga Bruna Capozzi, do Instituto Meraki, em Brasília, explica que os gatilhos para as crises de ansiedade variam de acordo com o indivíduo. Ambientes com muitas pessoas e situações específicas, como falar em público ou viajar de avião, são exemplos de ocasiões que geram ansiedade. Nesses momentos, uma dica é tentar identificar sons, elementos visuais e texturas com o objetivo de se desconectar do estado de ânimo.

“A pessoa que tem transtorno de ansiedade parte de uma percepção de intenso medo e ameaça diante das situações da vida. Há uma superestimação do perigo e, consequentemente, aumento da preocupação sobre o que está por vir. Essa forma de interpretação negativa dos estímulos, situações e eventos fazem parte da compreensão do transtorno”, afirma a especialista.

Para ficar mais atento aos sinais, a psicóloga listou sintomas de ansiedade que podem ser percebidos no próprio corpo. Confira:

Sintomas físicos de ansiedade

1. Congelamento

Quando uma situação faz com que a pessoa se sinta muito ansiosa, o corpo pode entrar em um “modo de congelamento”. Nesse momento, os ombros podem se levantar, os músculos faciais e os maxilares se contraem e, com isso, o indivíduo se sente preso e tenso.

2. Desorientação

A ansiedade pode fazer com que a pessoa se sinta um pouco desorientada, gerando uma crise de pânico. Concentrar-se mentalmente nos pés e na conexão com o chão pode ajudar. Identificar as sensações do corpo também é essencial.

3. Dificuldade para respirar

Algumas pessoas acham difícil respirar quando estão ansiosas e esse sintoma não deve ser ignorado. Para resolver a crise sem que ela desencadeie um ataque de pânico, o indivíduo deve respirar lentamente e profundamente pelo nariz e expirar pela boca, como se estivesse soprando uma vela.

4. Suor corporal

Suar incontrolavelmente é uma reação relacionada à ansiedade ou estresse. Seja nas palmas das mãos, axilas ou na testa, o sintoma pode ser por conta do estado de ânimo e não deve ser ignorado. Para controlá-lo, é necessário manter a calma, tentando organizar os pensamentos.

5. Dificuldade para dormir

A qualidade do sono pode ser afetada por conta de crises de ansiedade e a dificuldade pode inclusive se tornar rotineira. Dormir mal por um longo período causa falta de concentração, fadiga e até problemas digestivos. A psicóloga ensina que é importante acalmar a mente, principalmente no momento de ir para cama.

6. Agitação intestinal

A ansiedade pode causar uma agitação intestinal, causando vontade de ir ao banheiro nos momentos de crise. Por conta da descarga de adrenalina no corpo, o sintoma é inclusive mais um gatilho para um estado de ânimo descontrolado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *