CRÍTICAS DESPREZÍVEIS

criticasA maioria das pessoas, notadamente as fracas e sem uma formação sólida, transfere para outrem o que não aceita em si mesma. Da mesma forma que as qualidades nos semelhantes, as quais não se é detentor, causam um intenso incomodo. E é por isso que muitas pessoas externam esse incomodo atacando o semelhante em forma de supostas críticas.

O mais sério é que quando tentam superar os sentimentos de insegurança ou de fragilidade em “criticas” apontando defeitos, de forma maledicente. É a necessidade de se elevar, de se sentir superior e daí passam a atribuir defeitos nas pessoas que lhes despertam inveja como se dissessem “eu sou melhor do que fulano que tem tal defeito”.

Evidentemente que isso não ocorre em relação à crítica construtiva que objetiva oferecer o progresso e a melhora do criticado. Nem todo mundo é obrigado a nos achar lindos, inteligentes, especiais e temos que aprender a conviver com isso.

No meu caso, quando as ditas “críticas” perdem o sentido e passam a se tornar agressões fundadas em mentiras, distorções e calúnias, não as levo em consideração. Pelo contrário, nestes casos tenho pena dos autores por terem origem em pessoas sem caráter, sem berço e totalmente desprovidas de integridade. Pessoas merecedoras de total indiferença, insignificantes e desprezíveis.

Que Deus tenha piedade desses seres abjetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *