Vacinação contra H1N1 na rede pública começa dia 30 de abril

As doses da vacina contra a influenza H1N1 só estarão disponíveis em postos de saúde municipais a partir do dia 30 de abril, seguindo até o dia 20 maio. Enquanto isso, clínicas particulares de Maceió já registram grande procura pela substância capaz de proporcionar imunidade ao ser humano.

Na manhã desta sexta-feira (1), houve tumulto em uma clínica particular, com pacientes a buscar doses para crianças que apresentam sintomas da doença, quando a direção da unidade alegou que o estoque já havia esgotado

Ao todo, 10 pessoas seguem com a suspeita de terem contraído a influenza, razão pela qual aguardam exame do Instituto Fiocruz, no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), os casos tendem a ganhar força nos meses do outono e inverno, com predomínio nas regiões Sul e Sudeste. Quanto aos casos suspeitos registrados em Alagoas, ficou constatado que os pacientes viajaram para estados destas regiões ou entraram em contato com pessoas de tais localidades.

Ainda segundo a Sesau, pessoas que apresentem pneumopatias – como a asma -, pacientes diagnosticados com tuberculose em qualquer nível, além dos que apresentam algum tipo de cardiopatia, também associada à hipertensão arterial, precisam redobrar a atenção. O alerta também vale para quem vier a apresentar os sintomas da influenza e sofrerem com qualquer das nefropatias, hepatopatias e doenças hematológicas – incluindo a anemia.

Especialistas também recomendam a mudança de hábitos, já que se deve evitar aglomerações, além do compartilhamento de objetos de uso pessoal, mantendo os ambientes da casa bem ventilados, além da importância de se higienizar bem as mãos. Adotar uma alimentação balanceada e usar lenços descartáveis para higiene nasal também são fundamentais.

Cefaleia, tosse, dor de garganta, coriza, congestão nasal, febre, mal estar e calafrios são as principais características da doença viral. A Sesau alerta, ainda, que a pessoa que estiver apresentando tais sintomas deve procurar uma unidade de saúde imediatamente.

 fonte:gazetaweb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *