Bompreço descumpre ordem judicial e lotérica não é reaberta

csm_Aiqd9J4fFvDM5FUxozCg7mxLRnJxyvFNn_vNgsLlhqaN_01_675628a195A casa lotérica “Quina da Sorte”, que ganhou nesta quarta-feira (30) , por meio de liminar, o direito de permanecer funcionando no prédio do hipermercado Bompreço, no Centro de Maceió, por mais 30 dias, não vai reabrir hoje. Isso porque, segundo o dono da loja, Welliton Lopes, o gerente do Bompreço, identificado por Marcelo, não cumpriu a ordem judicial expedida pelo juiz plantonista Jerônimo Roberto, da 11ª Vara. “Ele disse que levaria a citação para o setor jurídico da empresa. Como ele descumpre uma ordem judicial?” – argumentou.

Em sua decisão, o juiz Jerônimo Roberto determinou uma multa de R$ 10 mil por dia, caso a liminar não fosse cumprida.

A lotérica alegou que teria prejuízo com os bolões preparados para a Mega-Sena da Virada. O fim de ano é momento, considerado pelo proprietário, como o mais representativo nas vendas da unidade.

A loja foi fechada pelo Grupo Walmart, às 11h desta quarta-feira (30), por uma decisão de enfrentamento à crise.

Em nota encaminhada ao Portal TNH1, o Walmart, informou que fechará mais de uma loja de sua rede em Maceió. A primeira delas é o Hiper Bompreço da Avenida Buarque de Macedo, que desde ontem está lotada de consumidores.

E para aproveitar os preços promocionais, consumidores se amontoam na loja numa verdadeira briga para pegar os melhores produtos pelos menores preços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *