Alagoana era mantida em cárcere privado por traficante em São Paulo

201512231751_a4b5ecd770O delegado Vinícius Ferrari revelou, na tarde desta quarta-feira (23), durante entrevista coletiva na sede da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), que agentes da Polícia Civil de Alagoas, em parceria com a Polícia Civil de São Paulo, conseguiram libertar a jovem Jéssica dos Santos Azevedo, de 19 anos, que era mantida em cárcere privado em uma residência na capital paulista. O acusado Carlos Augusto Macário, de 21 anos, está foragido.

De acordo com o delegado da Secção de Antissequestro da Deic, a jovem já havia sido sequestrada outras cinco vezes pelo acusado, que sempre a ameaçava e a agredia. Por três vezes, ela foi levada para o Vale do Reginaldo, em Maceió. A vítima também chegou a ser escondida nas cidades de São Miguel dos Campos/AL e Aracaju-SE, além de em São Paulo. Ela foi resgatada em uma estação de metrô daquela cidade.

“Todas as vezes em que a jovem era sequestrada, ela conseguia fugir e voltava pra casa. Da última vez, ele a levou para São Paulo e a manteve em cárcere privado. Nós chegamos até ela após o pai da vítima nos procurar, afirmando que a filha havia entrado em contato e que estaria em São Paulo. Acionamos a Polícia Civil daquele estado, que nos ajudou a localizá-la e a libertá-la”, disse.

Ainda de acordo com Vinicius Ferrari, a jovem era agredida com golpes de capacete na cabeça e socos na região do abdômen, com o acusado chegando a provocar um aborto, em virtude dos ataques. A jovem estava grávida de quatro meses.

“Ele a agrediu e ela pediu para ir ao hospital. Foi quando ela conseguiu falar com o pai, que acionou a Deic. Agora, os serviços de inteligência alagoano e paulista trabalharão em conjunto, na tentativa localizá-lo e prendê-lo”, emendou.

Carlos Macário vai responder pelos crimes de tortura, sequestro, cárcere privado e lesão corporal grave, devido ao aborto. Ele já tem outras passagens pela polícia, respondendo pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa, receptação de veículo roubado e porte ilegal de arma.

Carlos Macário segue foragido das polícias alagoana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *