quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

CACAU, CRISTIANO OU JÚNIOR

FATOS&FUTRYKAS 11/2019

PREFERÊNCIA POPULAR

Se o povo votasse pela pessoa, muitos “inocentes” seriam eleitos, bastando que um dia fosse candidato a vereador. Está mais que comprovado que o povão vota em quem tem “cacau”, tem “dindim”, tem “bufunfa” para distribuir com ele, principalmente se esse “cacau” vem dos recursos públicos que não pesam no bolso do candidato.
Temos caciques que, mesmo fortes candidatos no mínimo a uma pulseira eletrônica, continuam no cenário político e preferidos pelo povão que não vota em novos políticos e muito menos que não tenham como distribuir rendas nas vésperas das eleições.

PROJETOS? PARA QUE PROJETOS?

Como o povão não acredita mais em promessas e muito menos em projetos mirabolantes, a preferência eleitoral continua sendo no quem dá mais. Apesar de, na atual conjuntura segundo os futrykeiros de plantão, os eleitores terem aprendido a esquecer a fidelidade e se dedicarem a receber as onças e garoupas sem cumprir o prometido nos acordos, os políticos corruptos continuam acreditando neles.
Só que na atualidade os políticos corruptos apostam que comprando seis votos poderão ter um retorno de um. Ou seja, o voto deverá estar valendo algo em torno de 500 a 600 reais, no barato. Se os recursos não acabassem sobrando para, nós do povo, eu até incentivaria os eleitores a cobrarem mais e mais desses corruptos, mas…

PRÉVIAS JÁ GERAM CONFLITOS

A se medir pelas postagens nas redes sociais, os pré-candidatos a prefeito e a vice já começaram a se digladiar. Alguns assumindo a própria condição, outros usando os fiéis escudeiros, mas a coisa está começando a pegar fogo. Nessa luta, surge um novo elemento amplamente usado para manipular facilmente os incautos eleitores: as enquetes e pesquisas. Em meio a esses dados, falsos e/ou sem credibilidade, a disputa parece mesmo girar entre Junior Dâmaso, Cristiano Matheus e Cacau, já chamado pela Futrykada de Cacalito ou Bozo. Preferência mesmo ninguém pode afirmar, pois ainda falta muito tempo e os pesquisados nem têm opinião formada. É prematuro a divulgação desses dados, salvo se for com o mero intuito de enganar o povão.

UNIÃO DE FORÇAS

Se o Cristiano e o Júnior fossem candidatos, muitos apostam numa união deles para fazer frente ao prefeito Cacau, que tem a máquina e um tem hoje um pé de meia considerável. Ambos têm seu eleitorado fiel que representam cada um no mínimo um terço dos votantes. A união de ambos representaria uma derrota inquestionável do atual prefeito. Entretanto a vaidade ou prepotência não permite essa união, já tentada anteriormente e sem sucesso. O problema parece consistir na decisão dos termos do acordo: quem seria o candidato a prefeito e o vice.
Em separado, a probabilidade de perderem para a Situação é forte, salvo se surgir um fato novo. Dizem alguns futrykeiros: “já está DEFINIDO que Júnior Dâmaso NÃO SE ALIARÁ a Cristiano Matheus.”

RENOVAÇÃO

Cacau, Cristiano Matheus ou Júnior Dâmaso?
Indiscutivelmente Junior é o único que representa a renovação para Marechal Deodoro. “Os Deodorenses têm que entender que Júnior Dâmaso é uma ótima pessoa, não existe tamanha bondade em um outro candidato a prefeito. Ele é simples, gente boa, respeitador, um bom esposo, tem caráter, amigo e sincero, se ele tem todas essas qualidades, a pergunta que não quer calar! Por que nós deodorenses não podemos dar uma oportunidade a uma pessoa dessa!” – declaração de um deodorense nas redes sociais.
Analisando friamente, os demais, Cacau e Cristiano já passaram pelo cargo e já disseram para que vieram. Os que ficaram satisfeitos com as administrações deles que se manifestem nas urnas. Os que não aceitaram a forma como o município foi administrado façam a opção pela renovação.

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Braskem dá sinais de que não vai sair de Alagoas

Independente da verdade dos fatos, após o trânsito em julgado, a Braskem dificilmente será vista …