sábado, 25 de maio de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Após novo reajuste, preço do gás de cozinha deve chegar a R$ 75 em Alagoas

O consumidor alagoano vai pagar em média R$ 5 reais a mais na hora de comprar o botijão de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o popular gás de cozinha. A estimativa é da Associação dos Revendedores de Gás do Estado de Alagoas (Argal), baseada no reajuste de 3,43% sobre o preço do produto, que começou a vigorar no domingo (05). 

Levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostra que na semana que antecedeu o aumento, o botijão de 13kg estava sendo comercializado em Alagoas por R$ 64,58 em média. 

De acordo com a pesquisa, Arapiraca registrou o menor preço médio do estado, com R$ 62,40. Em Delmiro Gouveia, o gás de cozinha teve o maior preço, a R$ 71,50 em média. Na capital alagoana, segundo a ANP, o preço do botijão de gás varia entre R$ 60 e R$ 70 – com o preço médio a R$ 65.

Com o reajuste, o preço médio do produto deve ficar em R$ 69, levando em consideração o levantamento da ANP. Em municípios como Delmiro Gouveia, onde o botijão já está sendo comercializado acima dos R$ 70, o valor deve ficar em R$ 75.

Esta é a segunda vez que a Petrobras reajusta o preço do gás de cozinha em três meses. Em fevereiro, a estatal aumentou o valor do botijão de 13kg de R$ 25,07 para R$ 25,33 às distribuidoras. O valor não inclui a incidência de tributos.

Na época, o tesoureiro da Argal, Leandro Henrique Leite César disse à Gazetaweb que aquele reajuste não impactaria no preço final do produto ao consumidor. Ele argumentou que os revendedores não costumam passar preços pequenos para o mercado. “Aumentos de menos de R$ 0,50 geralmente são absorvidos pelos revendedores”, contou.

Gazetaweb

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Polícia é acionada após postagem de estudante do Ifal de Satuba com suposta ameaça

Militares do 8º Batalhão da Polícia Militar foram acionados para averiguar uma possível ameaça de …