terça-feira, 16 de julho de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

A verdade que doeu: “Carteira assinada, a azulzinha, não sei se vocês conhecem”

Pessoalmente ainda não entendi o que pensa Bolsonaro e sua tropa. Mas, em meio a uma série de atos e atitudes impensáveis – até então – o presidente, seus filhos, seu guru Olavo de Carvalho e os ministros têm, a todo instante, deixado o povo brasileiro e a classe política em estado de atenção.

Ontem o deputado Eduardo Bolsonaro, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, afirmou que as armas nucleares “garantem a paz” e que o “politicamente correto” o impede de falar sobre a possibilidade de guerra com a Venezuela.  

Nesta quarta-feira o ministro da Educação, Abraham Weintraub, surpreendeu os deputados federais. Enquanto respondia a questionamentos de parlamentares no plenário da Casa ele disparou: “Queria dizer que eu fui bancário, trabalhei muito. Carteira assinada, a azulzinha, não sei se vocês conhecem“. Parte da turma, claro, não gostou e rebateu, mas a maioria ficou “pianinho”.

Por enquanto sou apenas um dos milhões de passageiros do avião brasileiro comandado por Jair Bolsonaro. Portanto, faço orações todos os dias para que não tenhamos nenhum desastre.

Discordo de Eduardo Bolsonaro e dou nota 10 ao ministro da Educação. É até interessante fazer uma pesquisa sobre os nossos políticos, inclusive do governador. Ele, eu sei que sabe o que é a azulzinha, só não tenho certeza se foi utilizada.

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Pistola achada na casa de Flordelis foi usada na morte de pastor, diz perícia

Celular da vítima ainda não foi encontrado. Crime completa um mês hoje  Um exame de …