sexta-feira, 19 de abril de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Número de mortos em Brumadinho chega a 150, anuncia Defesa Civil de MG

A Defesa Civil de Minas Gerais atualizou nesta quarta-feira (6) o número de vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho (MG). Até o momento, já são 150 corpos encontrados e 182 pessoas desaparecidas.

De acordo com as informações dadas pelo coronel Flávio Godinho, a Polícia Civil identificou 134 corpos, dos quais 124 já foram liberados e entregues às famílias. Nesta quinta-feira, uma equipe estará disponível na Estação do Conhecimento, em Brumadinho, para recolhimento de DNA. Os familiares que não fizeram cadastro devem comparecer para ajudar na identificação.

Segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, não há previsão para o término do trabalho de buscas. O tenente afirmou que mais de 400 pessoas continuam trabalhando e os últimos corpos foram encontrados na área do vestiário e do estacionamento da mina.

A Rodovia Alberto Flores segue interditada pela lama de rejeitos e a previsão é que ela seja reaberta somente daqui três semanas. A Vale vai custear uma ponte no local, que vai permitir o tráfego de veículos nas duas mãos e passagem de pedestres simultaneamente. 

Além disso, a empresa também vai fornecer o transporte escolar de crianças de Casa Branca para Brumadinho. O serviço começa nesta quinta-feira (7) e vai acontecer de duas em duas horas das oito da manhã às oito da noite.

De acordo com o major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar, seis pessoas já foram presas desde o rompimento da barragem. Duas pela utilização indevida de drones na região, outras duas por tentativa de invasão e duas por aplicar golpes em moradores da região.

 

agenciadoradio

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Bombeiros resgatam criança presa dentro de guarda-volumes em agência bancária

O Corpo de Bombeiros resgatou um menino de 3 anos que ficou preso dentro de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*