segunda-feira, 21 de janeiro de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Demitida por Renan Filho, secretária deixa governo “de cabeça erguida”

Foram apenas três dias no segundo governo de Renan Filho. O curto tempo parece ter sido suficiente para deixar marcas – e quem sabe abrir feridas.

Mellina Freitas comandou a Secretaria de Cultura durante os quatro anos da primeira gestão de Renan Filho no governo de Alagoas. Foi renomeada e tomou posse no último dia 1o.

Nas redes sociais, a secretária registrou o agradecimento e disse que estava pronta para o desafio.

“Na tarde de hoje tive a honra de assinar o termo de posse para assumir, mais uma vez, a pasta da Cultura de nosso Estado. Tenho consciência da grande responsabilidade e sou grata ao governador @renanfilho15 pela confiança em meu trabalho. Estarei sempre a postos para fazer Alagoas avançar!”.

Na sexta-feira, 4, apenas 3 dias depois, Mellina foi demitida em ato publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado que circulou à noite.

A exoneração parece ter pego a secretária de surpresa. Somente no sábado,5, a tarde ela registrou a saída da Secretaria de Cultura. Desta vez não agradeceu ao governador.

“A consciência do dever cumprido e os resultados alcançados, me enchem de orgulho e de gratidão. Isso me estimula a persistir em busca de sonhos e de mais projetos inspiradores! Fé em Deus, paz no coração e cabeça erguida. Estarei sempre trabalhando para colaborar por uma Alagoas cada vez melhor!”.

Disputa no Legislativo

Cabeça erguida ou não, Mellina pode ter perdido o cargo por conta da disputa em torno da presidência da Assembleia Legislativa de Alagoas. Ela é sobrinha do deputado estadual Inácio Loiola, PDT, que apoia Marcelo Victor, do SD, que deve disputar o comando do Legislativo contra o deputado estadual Olavo Calheiros, do MDB, que teria o apoio do governador Renan Filho.

Junto com Mellina, quem foi exonerado foi Fernando Pereira, da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Ele é irmão da deputada Jó Pereira, do MDB, que também apoiaria Marcelo Victor.

Quem também foi exonerado, foi o ex-presidente do Procon, Galba Neto, filho do deputado estadual Galba Novaes, que também integra o grupo pró-Marcelo Victor.

De acordo com a assessoria política do governo, as exonerações fazem parte da reestruturação da equipe do governo, que já era esperada em função do começo do segundo mandato de Renan Filho. “Nos próximos dias outras alterações serão anunciadas”, diz um assessor de Renan Filho. “ O governador também deve reduzir o número de secretarias”, aponta.

Planos

Ex-prefeita de Piranhas, Mellina é filha do desembargador Washington Luiz, do Tribunal de Justiça de Alagoas. Aos amigos ela revelou que pretende disputar novamente a prefeitura de sua cidade e deve aproveitar a saída inesperada da Cultura para se dedicar à politica no interior.

 

fonte gazetaweb

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Caso Thaíse Guedes motiva nova operação na ALE

Quem realmente trabalha e quem são os comissionados indicados pelos 27 deputados estaduais de Alagoas? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*