segunda-feira, 21 de janeiro de 2019
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Detran intensifica fiscalização da Lei Seca para o réveillon em Alagoas

Para garantir a tranquilidade da população alagoana e com o propósito de inibir a prática de motoristas que costumam misturar bebida alcoólica e direção, o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), por meio da equipe Lei Seca em parceria com a Polícia Militar, irá intensificar a fiscalização nesta passagem de ano. As ações irão ocorrer de forma volante, percorrendo diversos bairros e minimizando os riscos de colisões e acidentes com vítimas.

Segundo o coordenador da operação Lei Seca em Alagoas, tenente Emanuel Costa, durante as abordagens que contarão com o apoio da equipe de inteligência do Detran/AL, os condutores serão submetidos ao teste do etilômetro e os veículos também serão revistados, proporcionando segurança, conforto e fluidez no trânsito. 

“As festas de fim de ano geram um crescimento no consumo de bebidas alcoólicas, criando um ambiente mais propício aos acidentes de trânsito. Nosso objetivo não será atrapalhar a festa de ninguém, mas garantir um trânsito seguro para as pessoas que respeitam o que estabelece o Código de Trânsito Brasileiro. Estaremos nas ruas para preservar a vida, a integridade física das pessoas que estão conduzido o seu veículo de forma correta”, salienta o coordenador da operação.

O atual diretor-presidente do Detran de Alagoas, Adrualdo Catão, reforça que a operação funciona de forma preventiva não apenas punitiva e a mudança de atitude dos motoristas alagoanos é fundamental para um trânsito mais seguro e com responsabilidade. 

“O objetivo dessa forma de atuação é que a operação atue também de forma preventiva, para que os motoristas, desde já, tenham a certeza de que a equipe estará presente em toda a cidade. Assim fica claro que o intuito da operação não é meramente repressivo, mas principalmente preventivo. O motorista consciente já sabe que não deve beber, ou, se preferir, deve deixar o carro em casa e se divertir com responsabilidade. A operação lei seca estará presente para garantir que a festa ocorra em total segurança”, ressalta o gestor.

LEGISLAÇÃO

De acordo com o CTB, o condutor que cometer homicídio ou provocar uma lesão grave ou gravíssima enquanto estiver dirigindo sob o efeito de álcool ou de outra substância psicoativa pode ir preso e cumprir pena de cinco a oito anos de reclusão, além da suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo.

Para quem não comete nenhum crime de lesão à vida no trânsito e o teor de álcool indicado no bafômetro ficar entre 0,05 mg/l e 0,33 mg/l, o motorista vai responder administrativamente. Se for maior do que 0,34 mg/l, ele deve ser levado imediatamente a uma delegacia e vai responder também por crime de trânsito, cuja pena é de seis meses a três anos.

Em todos os casos citados, os motoristas terão que pagar a multa de R$ 2.934,70. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será recolhida e outro condutor habilitado terá que retirar o carro do local.

 
Por: Ascom Detran

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Caso Thaíse Guedes motiva nova operação na ALE

Quem realmente trabalha e quem são os comissionados indicados pelos 27 deputados estaduais de Alagoas? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*