quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Condutor de retroescavadeira causou acidente que resultou na morte de 7 pessoas em São Sebastião

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da Promotoria de Justiça de São Sebastião, concluiu, nesta sexta-feira (05), o Procedimento Investigativo Criminal (PIC) relativo ao acidente envolvendo dois ônibus com estudantes universitários, na noite de 30 de março de 2017, em um trecho da AL-110, no município de São Sebastião. Sete pessoas morreram e mais 45 ficaram feridas. 

Para a promotora de Justiça Viviane Karla, o condutor da retroescavadeira que estava estacionada no acostamento da rodovia foi o causador do acidente e, por isso, deve responder por homicídio culposo. O operador da máquina não teve o nome revelado.

Após devolver o inquérito à Polícia Civil para pedir mais esclarecimentos, a promotora constatou, por meio da colheita de vários elementos probatórios, indícios da execução de serviços por parte da empresa Tecmaster – proprietária da retroescavadeira – no momento do acidente.

“Há indícios de que existia uma retroescavadeira no momento do acidente. Além disso, a máquina, de responsabilidade da empresa Tecmaster, não apresentava a devida sinalização. Por isso, o motorista do ônibus com estudantes de Teotônio Vilela foi obrigado a desviar para a contramão, vindo a colidir com o ônibus de Junqueiro”, afirmou a promotora.

A representante do MPE revelou, ainda, que já remeteu cópias do PIC e do inquérito policial às promotorias de Junqueiro e Teotônio Vilela, “para que se tome as providências cabíveis no que tange à responsabilidade civil”.

O acidente

Na noite de 30 de março de 2017, dois ônibus com estudantes universitários residentes nas cidades de Junqueiro e Teotônio Vilela colidiram, frontalmente, em perímetro da AL-110 pertencente ao município de São Sebastião. Eles retornavam de faculdades da capital, como faziam diariamente, quando houve o acidente que deixou sete mortos e 45 feridos.

 

fonte Gazetaweb

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

A comunicação em Alagoas está à venda. Quem vai comprar, quem vai vender e por quê?

O jornalismo alagoano passará por uma verdadeira varredura, já a partir de 2019. Ainda não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*