quinta-feira, 18 de outubro de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Arapiraca registra aumento no número de pessoas infectadas com HIV

O município de Arapiraca, no Agreste de Alagoas, registrou um aumento de 87% no número de pessoas com HIV no primeiro semestre de 2018. São 43 casos confirmados contra 23 no mesmo período do ano passado.

Já em casos de pessoas infectadas por Sífilis, os números subiram 516% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde (MS).

“Gradativamente, mensalmente, a gente tem um número que vai aumentando de casos de Sífilis e HIV”, afirmou a diretora do Centro de Triagem e Aconselhamento, Thaíse Cavalcante.

Ainda de acordo com os dados do Sinan, a boa notícia foi o registro da redução de 25% do número de pessoas que vivem com HIV e que evoluíram para o quadro de Aids. O número de casos confirmados neste ano são quatro a menos que no mesmo período de 2017.

Os profissionais do centro de triagem e aconselhamento da Secretaria de Saúde da cidade aproveitaram as ações da Semana Nacional da Saúde para realizar o teste rápido na população fora das dependências do centro de triagem.

O teste é sigiloso, fica pronto em 20 minutos, e serve para identificar a presença do HIV, Sífilis e Hepatites B e C.

Caso o resultado seja positivo, uma psicóloga que faz parte da equipe de profissionais dá início ao acompanhamento da pessoa infectada.

“A gente já começa a trabalhar o indivíduo a partir desse momento, até porque ele vem trazendo conceitos, muitas vezes, de forma errada. A prevenção é a forma mais adequada para que [eles] não sejam contaminados com outras doenças”, disse a psicóloga Liliane de Sena. 

 

fonte G1 Alagoas

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Homem teria sido morto em Marechal por não cumprir ordem de traficante; suspeito foi preso

A polícia prendeu, na tarde desta quarta-feira (17), Igor Alexandro de Oliveira Silva, de 23 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*