quarta-feira, 23 de Maio de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Hospital registra cerca de 10% de casos positivos de HIV

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA) revelou uma incidência que chega a quase 10% de casos positivos para HIV, a cada 100 pacientes que são submetidos ao teste. O número está muito acima da média de infecção da população em geral, que gira em torno de 0,4 a 0,5%. 
No mês de janeiro deste ano, o CTA do Helvio Auto fez 168 testes, dando 16 testes positivos para HIV, o que dá 9,52% das pessoas testadas.

No Centro de Testagem e Aconselhamento do HEHA são mais acometidos pelo HIV as pessoas do sexo masculino, com faixa etária que varia dos 20 aos 35 anos.

O CTA do Helvio Auto recebe pacientes por procura espontânea ou encaminhados por outras instituições ou profissionais de saúde. São realizados testes para as principais infecções sexualmente transmissíveis, como o HIV, sífilis e hepatites B e C. 
Testes são feitos por meio de uma pequena punção no dedo e os resultados saem em 30 minutos (Ana Paula Tenório)
O Centro de Testagem – que completa um ano e oito meses de serviços prestados à população – funciona as terças e quintas-feiras, no período da manhã, das 8h às 12h, dentro do Serviço de Assistência Especializada (SAE) do Hospital Helvio Auto.

No final da década de 1980, os Centros de Testagem e Aconselhamento foram criados para acolher as pessoas que eram mais vulneráveis a estas infecções, as populações conhecidas na época como “grupos de risco”. No começo da epidemia de HIV, por exemplo, os chamados grupos de risco tinham dificuldades de acesso aos serviços de saúde. Então foram criados os centros onde esses grupos teriam atendimento garantido. Com o passar dos anos este aspecto foi se modificando, pois o perfil das próprias pessoas que se infectavam com o HIV também mudou.

Para o psicólogo Yugo Torquato, responsável pelo Centro de Testagem do Hospital Helvio Auto, o número de resultados positivos para HIV, bem acima da média comparado à população em geral, deve-se à procura referenciada. 

“Como atualmente não temos mais os conhecidos ‘grupos de risco’ e sim comportamentos considerados de risco, muitas pessoas já nos procuram geralmente por terem se descuidado em algum momento da vida e ainda trazem os parceiros ou as parceiras para realizarem os testes, o que pode justificar a média mais alta de casos positivos”, explicou o psicólogo Yugo.

Aconselhamento e orientação psicológica – Um dos grandes diferenciais do Centro de Testagem e Aconselhamento é o acompanhamento psicológico que é feito antes e após o resultado dos testes. 

“No atendimento antes dos testes, nós perguntamos o motivo da procura e fazemos uma avaliação de risco, desenvolvendo um acolhimento emocional nessa conversa. Independentemente do resultado, na conversa pós-testagem fazemos que o usuário reflita e avalie suas práticas expondo o que pode ser mudado em sua conduta. Se o resultado for positivo, utilizamos todas as técnicas de acolhimento psicológico para posteriormente encaminhar esse paciente para a equipe do Serviço de Assistência Especializada (SAE) do hospital”, esclareceu Yugo Torquato.

Sigilo total – A técnica de enfermagem Hosana dos Santos, que realiza os testes nos usuários, reforça que todo o serviço é totalmente sigiloso e ainda lembra que não há necessidade de jejum para fazer o teste rápido. Os testes são feitos por meio de uma pequena punção no dedo e os quatro resultados saem por volta de 30 minutos.

Os documentos necessários para realização dos testes são: documento oficial com foto, número do cartão SUS e um comprovante de residência, uma vez que o Ministério da Saúde exige a obtenção desses dados.

Além do CTA do Helvio Auto, Maceió dispõe do CTA do Pan Salgadinho (Bloco I) e do Hospital Universitário. 

 

Por: Agência Alagoas

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Extensão do MDB (desde sempre), PRTB não precisa coligar

Quem tem Adeilson Bezerra na condução de uma campanha proporcional à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*